TESTE SUA CONEXÃO

Vídeos de Botânica

Acesse no final da página vários videos sobre Botânica...

Sons de Pássaros

É clicar nos passaros abaixo

* www.artesorrindo.com *


!!! TEMAS INTERESSANTES DA BIOLOGIA !!!

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Os Temas para Trabalhos Escolares estão disponíiveis nos links abaixo. A fonte original está disponível em http://www.marcobueno.net/internas/default.asp
Se não conseguir acessar os links, é só cadastrar no site e verificando na página acima em Curiosidades, ok...

- A hemocromatose
- Rinite alérgica (UFRGS 2008)
- Fosseta loreal (UFRGS 2008)
- Janela imunológica.
- A regeneração óssea
- Macela (Achyrocline satureoides)
- O babaçu
- O estômago das aves
- Bioluminescência.
- Os feromônios
- A rubéola congênita e a eficácia da vacinação e notificação compulsória.
- Etileno: amadurecimento dos frutos e queda das folhas e flores.
- O maior evento de extinção: "extinção Permo-Triássica".
- Jeca Tatu e o "amarelão".
- Cuíca (Caluromysiops irrupta)
- Vacinação em crianças alérgicas ao ovo
- Displasias ectodérmicas (PUCRS 2008/2)
- O autismo (PUCRS 2008/2)
- Dentição dos mamíferos (PUCRS 2008/2).
- Os menores vertebrados terrestres do mundo.
- Sarampo e MMR
- A vacina contra o cigarro.
- A maior ave nativa da Austrália
- A acácia negra e a recuperação de solos
- As gorduras trans
- As gastroenterites
- Branqueamento (do inglês bleaching)
- Panspermia cósmica
- Moscas
- Gangrena Cutânea
- A disenteria bacilar ou shiguelose.
- Abstinência periódica ou método do ritmo
- Sistema fagocítico mononuclear
- Lutzomyia
- MDL
- A alcaptonúria ou ocronose
- Microbiota
- Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA)
- Testosterona
- Papaver somniferum é a papoula, fonte do ópio, heroína, láudano e morfina.
- O mal de Huntington
- Diminuição do tecido ósseo com a idade.
- O algodão
- O splicing
- O doping genético
- Plantas carnívoras
- A amniocentese
- Exame das vilosidades coriônicas
- A inflamação
- Infecção por Gardnerella, outra DST.
- O metano (CH4) e a fermentação entérica.
- ALD
- Você sabia que é possível doar somente uma parte do sangue?
- Falsos O.
- Pele escaldada estafilocócica
- Infecções hospitalares por Enterococcus.
- Teste do Pezinho
- Echidna
- No copo-de-leite, planta tóxica e invasora, uma espata protege as inflorescências.
- Os escorpiões.
- Algas gigantes
- Pressão arterial
- O gene da gordura
- Os figos, produto do trabalho de "vespinhas".
- ATP, adenosina trifosfato, uma moeda energética.
- Fosfato de creatina: reservatório de energia.
- O menor vertebrado do mundo.
- Echidna
- Koala
- Avestruz
- Nerium oleander L., a espirradeira, uma planta tóxica.
- A maior árvore do mundo.
- Dimensões e unidades de medida para células.
- A rádula: milhares de dentes na "língua".
- A roseira não possui espinhos.
- Morcegos frugívoros, fundamentais para a sucessão secundária.
- Parede Celular.
- Papel e celulose.
- Curare: da cultura indígena para os lucros de uma multinacional.
- Inseticidas brasileiros à base de fungos podem controlar a dengue e a elefantíase.
- Anopheles darlingi.
- Aëdes aegypti
- O animal marinho mais letal do mundo.
- Águas-vivas peçonhentas no litoral brasileiro.
- Os ouriços-do-mar peçonhentos.
- Goma arábica.
- Ovulação reflexa
- Quercus suber, o sobreiro
- Aranhas peçonhentas do Brasil.
- A teia da aranha: mais resistente do que fios de aço.
- Celulose.
- O amido
- Cupins.
- O Colesterol: "partícula ruim" e "partícula boa".
- Bacillus thuringiensis: a bactéria inseticida.
- O escorbuto.
- O conjunto receptor-hormônio e a homeostasia.
- A clara do ovo.
- Aflatoxinas: micotoxinas tóxicas, carcinógenas, teratogênicas e mutagênicas.
- Vitamina D3.
- 0 maior organismo do planeta Terra.
- Camisinha ou condom.
- Eras geológicas.
- Pré-cambriano.
- Os Primatas.
- O declínio de populações de anfíbios e a bioglobalização de pragas.
- Austrália paga recompensa para deter sapo-cururu: bioglobalização fracassa.
- Os anuros: sapos, rãs e pererecas.
- Tubarões possuem receptores de eletricidade para detectarem suas presas.
- Tubarões: um carnívoro voraz, com pequeno intestino, elevada pressão osmótica e enorme fígado.
- Tubarão-Baleia (Rhincodon typus): o maior de todos os peixes não é ameaça ao homem.
- A insulina também pode ser obtida de suínos e bactérias.
- A bile e a emulsificação das gorduras.
- Uma dieta alimentar pode minimizar a ação do genótipo: a fenilcetonúria (PKU).
- Fisioterapia respiratória pode atenuar a expressão do genótipo: a Fibrose Cística.
- Anêmicos sobreviveram à malária: Anemia Falciforme ou Siclemia.
- O Linux da Biotecnologia. Cientista torna pública tecnologia de transgênicos.
- Vírus filtráveis
- O DNA e o gene.
- “acho que vocês são uma dupla de belos patifes...”
- Escala comparativa.
- Insulina humana produzida por bactérias.
- Agrobacterium tumefaciens, o menor engenheiro genético da natureza.
- Fago ou bacteriófago.
- Bacteriófago ou Fago lambda.
- O DNA recombinante.
- As tesouras do DNA: as enzimas de restrição.
- Consertos no DNA: a DNA ligase.
- DNA detetive: identificação de pessoas e testes de paternidade.
- Hemocitoblasto.
- Doping sangüíneo.
- A importância dos peixes na alimentação e cuidados na sua aquisição.
- Pão.
- Bexiga natatória.
- Nobel 2004 para trabalhos pioneiros sobre o olfato.
- Oswaldo Gonçalves Cruz: a erradicação da febre amarela e da varíola.
- Vacina de 3ª geração, de DNA, contra a dengue.
- O anfioxo: um Cephalochordata.
- Koala
- Filo Hemichordata
- As lampréias
- Cecílias, cobras-de-duas-cabeças ou cobras-cegas.
- Biopirataria
- ECOLOCAÇÃO ou ecolocalização.
- Lobo-guará - Chrysocyon brachyurus - e a lobeira.
- A rã e a umidade.
- A primeira vitamina que foi identificada: niacina ou vitamina B3.
- Notocorda
- Fendas branquiais pares na faringe.
- Os Urocordados: um saco dentro de outro saco.
- A peçonha da viúva-negra pode concorrer com o Viagra, anticoncepcionais e bactericidas.
- O bicho geográfico ou larva migrans cutânea.
- Vigilância permanente sobre o vírus da Gripe.
- Gripe Espanhola.
- O que poderia ter matado Alexandre, o Grande.
- A seringueira e o final do período de maior enriquecimento da Amazônia.
- Controle da esquistossomose pela utilização do látex da coroa-de-cristo.
- Sistema MN.
- A aranha-da-banana e o celular providencial.
- DNA mitocondrial (mtDNA).
- O nosso termostato.
- O animal mais forte.
- Doença de Lyme
- Zona abissal.
- Necrose: a célula como vítima.
- O Caviar: elevado preço acelera extinção de espécies de esturjões.
- Cegueira noturna (nictalopia).
- Fibras do mar (exoesqueletos) na redução do colesterol e na perda de peso.
- ALELOBIOSE (subdividida em CENOBIOSE e ALOIOBIOSE).
- Vacina contra malária.
- Louis Pasteur: o vinho, a cerveja, as vacinas e os soros, e a pasteurização.
- Apoptose: quando a célula programa a própria morte.
- O escorbuto, a doença clássica dos navegadores dos séculos 16 ao 18.
- O beribéri, fraqueza extrema.
- O óleo de fígado de bacalhau, o raquitismo e a osteomalácia.
- Os maiores mamíferos.
- Os morcegos e seus muitos nichos ecológicos.
- Alterações na vegetação: desmatamento e desertificação.
- Estrutiocultura: produção de carne, plumas e couro de avestruzes.
- Visão de cores nos homens e outros animais.
- Calor específico da água e a origem da vida.
- Acúleos e espinhos.
- Tactismos, tropismos e nastismos.
- Disseminação do vírus da dengue.
- Algas gigantes.
- Morango.
- Ecdises e exúvias.
- Exclusividades dos equinodermas.
- A biodisponibilidade de cálcio e o envelhecimento.
- Tinha (do latim tinea).
- Córion.
- Cordão umbilical.
- A idade de uma árvore e os anéis de crescimento.
- Agrotóxicos e a agricultura dependente.
- Câncer.
- Método anticoncepcional natural da tabelinha.
- Plâncton e organismos pelágicos.
- A cortiça das rolhas e o bom vinho.
- Cheiro de cebola e cheiro de alho.
- A altura varia no decorrer do dia.
- Acidentes com lepidópteros.
- O número de glóbulos vermelhos no sangue.
- Água doce disponível.
- A maior aranha.
- Helicultura e os escargots.
- Reprodução nas minhocas.
- Vespas que caçam aranhas.

!!! Os Menores Vertebrados do Mundo !!!

A descoberta dos menores vertebrados terrestres, pelo pesquisador Luiz Fernando Ribeiro, professor de Genética na Universidade Tuiuti, em Curitiba (PR) foi divulgada, em 09/05/2006, pelo jornal Estado de São Paulo e, on-line, pela Agência CT do Ministério da Ciência e Tecnologia. O trabalho de cinco anos foi publicado pela revista americana Herpetologica, em junho. São duas espécies de anfíbios da família Brachycephalidae, Brachycephalus ferruginus e o B. pombali, que só existem na mata Atlântica e se distribuem do Espírito Santo ao Paraná, medindo entre 8 e 18 milímetros.

Os sapinhos adultos achados em morros da Serra do Mar paranaense têm 10 a 12 milímetros. Os animaizinhos têm seu hábitat em altitudes que variam de 1.000 a 1.800 metros, vivendo no chão da floresta, entre folhas e galhos, predominantemente andarilhos, quase não saltam.

Apesar do tamanho, suas cores são vivas e marcantes, como o amarelo, laranja, vermelho e marrom.Ribeiro utilizou a pesquisa sobre os “sapinhos da montanha”, como os chama, para sua tese de doutorado na Unicamp. “E podem existir outras”, diz. De fato, a família apresenta uma taxa alta de especiação. “Tem espécie nova para todo lado que se olha”, diz o herpetólogo Hussam Zaher, do Museu de Zoologia da Universidade de São Paulo (UNICAMP na Mídia, 09/05/2006).

Diferente da maioria dos anfíbios, têm hábitos diurnos, preferem a baixa temperatura e andam mais do que pulam. Em relação à reprodução, ao contrário dos demais anfíbios, não precisam de um ambiente aquático. O macho provoca a ovulação da fêmea e, só depois dos ovos liberados, faz a fecundação. Também diferentemente da maioria dos anfíbios, não há a fase de girino - os indivíduos já nascem formados do ovo, o que caracteriza um desenvolvimento direto, sem larvas. Eles se alimentam de pequenos insetos, aranhas, ácaros e larvas.

!!! VEJA FOTOS NA PÁGINA DO BLOG !!!



Fontes:

Clicar no primeiro link de referencia, se não consiguir, veja nos outros links.

http://www.marcobueno.net/curiosidades/curiosidades.asp?f_id_curiosidade=202

http://www.utp.br/noticias.asp?codnoticia=4664

http://www1.folha.uol.com.br/folha/ciencia/ult306u14652.shtml

http://cienciahoje.uol.com.br/controlPanel/materia/view/54903

http://www.sbherpetologia.org.br/checklist/anfibios.htm

http://ead.fja.edu.br/eco/index2.php?option=com_content&do_pdf=1&id=583

Briofitas - Ciclo Reprodutivo

Pteridófitas e Gymnospermas

Pteridofitas