TESTE SUA CONEXÃO

Vídeos de Botânica

Acesse no final da página vários videos sobre Botânica...

Sons de Pássaros

É clicar nos passaros abaixo

* www.artesorrindo.com *


ANMAIS ESTRANHOS: verme cabeça de martelo

quinta-feira, 15 de maio de 2014

       
Bipalium kewense, conhecido em inglês como “verme cabeça de martelo” (hammerhead worm), é uma criatura estranha.

Com nenhum sistema respiratório, sistema circulatório ou esqueleto, esse cara, que tem a boca e o ânus no mesmo lugar, é quase impossível de se livrar. Isso porque, se você resolver cortá-lo para matá-lo, só vai criar mais deles. Explicamos.
O verme cabeça de martelo pertence a um dos grupos de animais mais primitivos do mundo, os platelmintos. Predatório, chegando a 60 centímetros de comprimento, esse verme é uma ameaça global.
Não porque representa qualquer perigo para os seres humanos, mas sim porque se alimenta exclusivamente de minhocas. Como qualquer um que já teve um jardim sabe, as minhocas são os mocinhos – o que faz desses vermes os vilões.
Nativos do trópico e zonas temperadas da Ásia e Australásia, vermes do gênero Bipalium invadiram quase todos os cantos da Europa e Estados Unidos. Eles amam em qualquer lugar que é escuro, frio e úmido, por exemplo sob pedras, troncos ou arbustos. Apesar de odiarem lugares secos, podem resistir a curtos períodos de dessecação enrolando-se em uma bola e se envolvendo em muco.
Vermes cabeça de martelo deslizam pelo chão movidos a muco, segurando suas cabeças em forma de lua no alto enquanto se movimentam para trás, para a frente e para os lados. Uma vez que localiza uma minhoca, o verme a domina em uma camada de muco e a corta em vários pedaços.
Para se alimentar, o verme estende sua faringe para fora de sua boca, secreta enzimas que dissolvem a minhoca, e digere a carne amolecida. Uma vez que a minhoca foi processada para seus nutrientes, é excretada para fora pelo mesmo orifício por onde entrou.
Por esse comportamento atroz, você pode pensar que a vingança perfeita ao verme cabeça de martelo seria também cortá-lo em pedaços. Só que essa é a pior coisa que você poderia fazer, se seu objetivo é se livrar dele.
hammerhead-worm
Verme sem-fim que é, se cortado em pedaços, em qualquer sentido, cada um deles pode tornar-se um novo verme, perfeitamente funcional, ao longo de duas ou três semanas.
Durante este tempo, os fragmentos irão ficar mais longos e estreitos, e uma cabeça achatada em forma de pá irá se formar em uma extremidade.
Todos os vermes do gênero Bipalium tem capacidade de regeneração, mas esse em especial de que estávamos falando - Bipalium kewense – inclusive se divide propositalmente em vários pedaços como parte de uma estratégia reprodutiva assexuada conhecida como fragmentação.
Os fragmentos do verme são imediatamente móveis e só precisam de um par de semanas para atingir a idade adulta. Um único verme cabeça de martelo pode liberar de um a dois fragmentos para a reprodução a cada mês.






É. Se pudéssemos quebrar um pedaço de nosso corpo para fazer uma versão mais jovem de nós mesmos provavelmente também faríamos isso. [AustralianGeographic]
Bipalium kewense é o nome científico de uma espécie de verme achatado pertencente ao grupo dos Terricola, os platelmintosterrestres de vida livre (não-parasitas). Trata-se do maior platelminto de seu tipo, chegando a 60 centímetros de comprimento. É um predador de pequenos animais como moluscos e vermes menores e costuma ser encontrado em solos úmidos. Assim como todos os platelmintos, ele pode ser cortado, ou partido em vários pedaços e cada pedaço dará origem a um novo indivíduo inteiro. 
Acredita-se que seja nativo do Sudeste Asiático, mas foi espalhado pelo mundo trazido acidentalemente em navios e hoje pode ser encontrado em vários locais, incluindo: América do Norte, Austrália, ilhas do Caribe, América do Sul, África e Madagascar. 
http://pt.wikipedia.org/wiki/Bipalium_kewense

0 comentários:

Briofitas - Ciclo Reprodutivo

Pteridófitas e Gymnospermas

Pteridofitas